“É um prazer poder ajudar uma instituição com o que se faz de melhor”

Para que consiga dar continuidade ao suporte oferecido às crianças com câncer em tratamento no Recife, o NACC, ao longo dos seus 30 anos de história, conta com a solidariedade de pessoas físicas e empresas pernambucanas que confiam no trabalho da instituição. Na lista de empresas que têm contribuído fielmente com a instituição há mais de cincos anos está a Épura Gráfica Digital.

Com sede situada no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, a Épura ajuda o NACC através do fornecimento de materiais de promoção, como banners, adesivos, faixas, cartazes, entre outras peças de mídia exterior para ajuda a instituição a divulgar determinadas ações, como o McDia Feliz.

Para Marta Silveira, proprietária da gráfica, é um prazer poder ajudar uma instituição com aquilo que se faz de melhor, principalmente quando se trata de uma entidade como o Nacc, que é referência no estado. “Vemos com frequência muitas crianças e seus responsáveis sendo acolhidos pela instituição, sempre com muita dignidade e carinho. Quando surgiu uma oportunidade, não tivemos dúvidas em colaborar de alguma forma”, afirmou.

Marta ressalta que se depender dela, a parceria irá perdurar por muitos anos. “É muito gratificante ser parceiro do NACC e contribuir, juntamente com os diretores, funcionários, voluntários e colaboradores, na recuperação da saúde de pessoas tão jovens, com tantos sonhos pela frente”, pontuou.

Faltam 8 dias para o forró mais solidário da cidade

Topos Redes-Twitter

São João chegou cheio de euforia
Festeje conosco essa alegria
Maestro Spok garante a agitação
Com convidados cheios de vibração
Solidariedade também não vai faltar
Seus olhos, de tanto amor, vão brilhar
Encha seu coração de vida
Partilhe com o NACC a sua simpatia!

15º Forró do NACC, dia 03 de junho, a partir das 20h, na AABB Recife.

Shows confirmados de Spok e Orquestra Forrobodó, Nena Queiroga, Nádia Maia, Cristina Amaral, Irah Caldeira, Walkyria Mendes, Banda Forró Sem Fronteiras, Benil, Juninho Santos e Mulatos Vanerão, Galeguinho de Gravatá, Iran Carlos, Mateus e Catirina e George e a boneca Karolina.

Ingressos e mesas a venda na sede do NACC ou pelo fone (81) 3267-9200 ou pelo e-mail nacc@nacc.org.br

Mesa para 4 pessoas: R$ 150,00
Ingresso Individual: R$ 40,00

 

Vem aí o Pop Day 13. E não esqueça de levar 1kg de alimento para o NACC

O evento acontece no dia 05 de junho na Dhartes da MADALENA

Para quem pensa em incrementar o guarda-roupa para as festas de são joão ou comprar o super presentinho de dias dos namorados sem gastar muito .. vem aí a 13ª edição do Pop Day. E o melhor é que desta vez os descontos de até 70% .
O evento vai contar com a presença de mais de 40 marcas, com uma extensa lista de opções de compras, desde roupas, moda masculina, fitness, praia, sapatos e acessórios até mimos de papelaria e doces.

PopDay e Nacc

Além disso, a empresária Thaís Rodrigues, da Pop Up Produções, fechou muitas parcerias que prometem movimentar esta edição do Pop Day e agradar em cheio quem deseja muito mais do que um dia de compras. O portal achei fashion fez uma super parceria com o evento e promoveu uma hiper agenda de moda com muitas palestras e workshops com direito a certificados e são totalmente gratuitos!
No evento vai rolar um esperado encontro de blogs Recife as 15h00 como parte das ações destinadas as personas mais influentes da moda de Pernambuco! Além de outras ações como desfile de moda as 16h00 e atividades de beleza durante todo o evento!

O que não é novidade é a parceria com o NACC que continua firme e forte! Tragam um quilo de alimento não-perecível, que será doado para a instituição!

Vão ser mais de 40 lojas em super desconto com roupas e acessórios das melhores boutiques de Recife, não tem como perder!

NACC é a instituição beneficiada na 12ª edição do festival Recife Restaurant Week

Entre os dias 9 e 29 de maio, acontece a 12ª edição do Restaurant Week Recife. O tema desta edição é “Pratos clássicos com toques brasileiros”, que busca desvendar a rica e variada culinária brasileira nos 41 estabelecimentos participantes da edição pernambucana.

Durante o festival, os restaurantes participantes criarão um cardápio completo, dentro da temática proposta com opções de entrada, prato principal e sobremesa a preços fixos: de R$ 39,90 + R$ 1 de doação para o Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC), total de R$ 40,90 no almoço, e R$ 51,90 + R$ 1 de doação para o NACC, total de R$ 52,90 no jantar.

A lista completa dos restaurantes participantes e quais que só aceitam a participação com reserva, está logo abaixo ou no site do festival: http://www.restaurantweek.com.br/evento/recife

Serviço:
Recife Restaurant Week
Data: 9 a 29 de maio
Lista completa de restaurantes e menus no site: http://www.restaurantweek.com.br/evento/recife
Almoço: R$ 39,90 + R$ 1 (doação ao NACC) = R$ 40,90
Jantar: R$ 51,90 + R$ 1 (doação ao NACC) = R$ 52,90

Restaurantes participantes:
Antica Roma Trattoria e Pizzeria Romana (Com Reserva)
Barchef
Barchef RioMar
Beijupirá Olinda (Com Reserva)
Beijupirá Praia do Paiva (Com Reserva)
Ça Va
CaféCafé – Boa Viagem
CaféCafé – Rosa e Silva
Capitão Lima
Casato Bistrô (Com Reserva)
Castelus (Com Reserva)
Chicama (Com Reserva)
Chiwake (Com Reserva)
Dali Cocina
Dom Ferreira Forneria
Downtown Pier Gastrobar
Entre Amigos Praia
Fabbrique Pastifício
Fondue Casa Forte (Com Reserva)
Forneria 1121 (Com Reserva)
Giardino Bistrô
Haus Lajetop e Beergarden (Com Reserva)
Hotspot (Com Reserva)
Il Pastificio
Kisu
La Pasta Galleria (Com Reserva)
La Playa (Com Reserva)
Mingus (Com Reserva)
Modigliani Bistrô (Com Reserva)
Mura Orora (Com Reserva)
Pantagruel
Pisco Lounge Bar (Com Reserva)
Reserva Restaurante (Com Reserva)
Riso Restaurante (Com Reserva)
Rui Paula (Com Reserva)
Tapa de Cuadril (Com Reserva)
The Black Angus (Com Reserva)
The Black Angus – Shopping Recife (Com Reserva)
Tokiomaki
Vaporetto Container Bar (Com Reserva)
Zuppe Cozinha Italiana

“Sempre gostei muito de ajudar as pessoas”. Wilza Braga, voluntária do NACC desde 2011

Há 30 anos a bancária aposentada, Wilza Braga, se dedica a uma atividade que, além de fazer a diferença na vida dos que precisam de apoio, lhe traz muita realização: o voluntariado. “Sempre gostei muito de ajudar as pessoas, e isso me motivou a ser voluntária”. A relação dela com o Nacc começou há cinco anos, através de uma amiga e voluntária, chamada Assunta. “Quando cheguei, logo me envolvi na organização de festas, como Carnaval, Páscoa, São João, Dia da Criança e Natal”, explica.

IMG_1198
Até que um dia, Wilza teve a ideia de fazer a comemoração dos aniversariantes do mês. “Na ocasião comentei com Aninha (Ana Cláudia do Serviço Social) que tinha muita vontade de fazer esse evento mensalmente, pois muitas crianças passam seus aniversários no Núcleo de Apoio e não têm condições de fazer festas. Então procurei Conceição Pedrosa (diretora de Eventos e Voluntariado) e ela concordou na hora. Fiquei muito feliz”, lembra.

Wilza então juntou um grupo de amigas, e cada uma se responsabiliza por um item, como doces, bolos, e enfeites. “O grupo Recrearte se comprometeu comigo a fazer a recreação até o fim da vida”, explica. Os eventos acontecem sempre na última quarta-feira do mês. “Para mim é fantástico, o brilho dos olhos das crianças me fascina. Receber o abraço delas vale o maior presente do mundo, digo isto sem demagogia. Não há preço no mundo que compense”, finaliza.

Kalulu é a nova agência publicitária solidária do Nacc

A empresa Kalulu Design & Comunicação, de Caruaru, é a nova agência de publicidade solidária do Nacc. Com quatro anos de mercado e voltada para a comunicação com foco em brand, web, editoriais, mídia, produção audiovisual e projetos especiais, a Kalulu assumiu os trabalhos no último mês de abril.

Para o publicitário André George, sócio e diretor de Planejamento e Negócios da Kalulu, abraçar o trabalho do Nacc, instituição que há 30 anos apoia vidas e estimula a construção de um mundo melhor, mostra que a agência está no caminho certo: o do equilíbrio entre negócios e ação social. “A iniciativa também nos estimula como empreendedores. Faz parte do DNA de nossa empresa sermos a diferença não apenas na caminhada de nossos clientes, mas acima de tudo, na sociedade em que vivemos”, ressalta.

IMG_3790

André George e Marcos Tenório, sócios diretores da Kalulu

Já para Marcos Tenório, também sócio da Kalulu e que responde pela diretoria de Criação e Negócios, trabalhar com o Nacc ajudar a desenvolver um pensamento consciente e voltado para o social no público. “Acreditamos que as pequenas ações fazem a diferença na vida das pessoas e é com essa crença que fortalecemos os nossos elos. Criar para o Nacc nos ajuda a sentir que fazemos a nossa parte para mudar a realidade de milhares de crianças e adolescentes que hoje precisam de um amparo durante seu tratamento. Nós cremos que é o mínimo que podemos fazer e desejamos que essa parceria cresça cada dia mais e nos leve a resultados cada vez mais expressivos”, reforça Tenório.

Clientes – A Kalulu Comunicação tem atualmente em sua carteira de clientes, empresas e marcas bem estabelecidas no mercado, como Unicred Centro Pernambucana, Shopping Difusora, Kivita Alimentos, Maria Ribeiro Acessórios, Alentours, Vest.com, e Essencial Denim, entre outros. Além de Pernambuco, a agência também atende clientes no Paraná, Salvador, São Paulo e Paris.

Com seis funcionários, a agência Kalulu Design & Comunicação, fica na Avenida Joaquim Nabuco, 740, térreo, no bairro de Divinópolis, em Caruaru.

Agradecimentos a MMS Comunicação – A presidente Arli Pedrosa e toda a diretoria do NACC faz questão de agradecer o trabalho desempenhado pela MMS Comunicação, que por mais de cinco anos foi a agência de publicidade solidária da instituição. “Foi uma parceria muito gratificante e importante para o NACC. A MMS realizou campanhas brilhantes e ações que ajudaram o NACC a ter mais visibilidade, bem como arrecadar mais doações e conquistar mais voluntários. Obrigado a toda equipe MMS, Arli Pedrosa.

Maestro Spok e convidados animam o 15º Forró do Nacc

Topos Redes-Facebook

O São João já está chegando, e nesta época do ano todo mundo fica com a maior vontade de dançar forró e se deliciar com as comidas típicas das festas juninas. E a festança certamente ganha ainda mais animação quando é destinada à solidariedade e, principalmente, em prol das crianças e adolescentes carentes com câncer albergadas no Nacc. Então marque logo na sua agenda para não perder: o 15º Forró do Nacc vai acontecer no dia 3 de junho, às 20h, na sede da AABB. Pela primeira vez o evento acontecerá em uma sexta-feira, atendendo ao pedido de muitas pessoas. A animação está garantida com as apresentações de Spok e Orquestra Forrobodó, Nena Queiroga, Nádia Maia, Cristina Amaral, Irah Caldeira, Walkyria Mendes, Banda Forró Sem Fronteiras, Benil, Juninho Santos e Mulatos Vanerão, Galeguinho de Gravatá, Iran Carlos, Mateus e Catirina e George e a boneca Karolina. O ingresso individual da festa custa R$ 40,00 e a mesa para quatro pessoas, R$ 150,00 e podem ser adquiridas na sede da instituição (Rua do Futuro, 855, Aflitos). Informações e vendas também pelo fone 3267-9200 ou e-mail nacc@nacc.org.br.

Serviço:
15º Forró do Nacc 2016
Data: 03/06/2015
Horário: 20h
Local: AABB Recife

Histórias de vidas vividas – Rosilda da Silva, 32 anos, ex-paciente do NACC

Quem hoje vê a vida tranquila de Rosilda Maria da Silva, 32 anos, casada há um ano e trabalhando no seu restaurante, localizado no mercado público de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, nem de longe imagina a batalha que ela enfrentou para vencer um câncer de ovário, quando tinha 10 anos de idade. Entre as idas e vindas entre São Benedito do Sul (cidade em que morava na época), na Mata Sul do Estado, e o Recife, para o tratamento da doença foram longos 18 meses. O hospital que a recebeu primeiramente foi o IMIP, seguido do Osvaldo Cruz.

Como era criança na época, Rosilda não teve a noção da gravidade da doença e achou tudo normal. “A médica explicou que meu cabelo ia cair durante a quimioterapia, mas não dei importância e nem fiquei triste com isso, até arranquei o restante dos fios. Quando fiquei careca, passei a usar uma tiara na cabeça, que combinava com o batom e a roupa. Mas, na hora de tomar os medicamentos, ficava enjoada e vomitava”, conta.

No entanto, o que a deixava triste é quando chegava a sua cidade e se deparava com o preconceito das pessoas. “Muitos me olhavam de forma estranha e falavam que se chegassem perto de mim iam pegar o câncer. Teve até pais que não deixaram as crianças brincarem comigo. Eu só ficava feliz de novo quando voltava ao Recife para continuar o tratamento”, lembra.

Outra situação que deixou Rosilda muito triste foi a falta de apoio da família num momento tão difícil. Naquela época, ela morava com o pai e uma madrasta, e era a sogra dele que a levava ao hospital no Recife. “Depois de um tempo ela não queria mais ter essa reponsabilidade. E como não tinha quem me acompanhasse, meu pai quis que eu abandonasse tudo, o que acabou acontecendo”, fala.
Diante da situação, um representante do Nacc e uma assistente social do Hospital Osvaldo Cruz foram até o sítio em que morava em São Benedito do Sul exigir do seu pai que a mesma voltasse imediatamente à capital, pois caso contrário, eles voltariam lá acompanhados da polícia. Dessa forma, Rosilda conseguiu terminar o tratamento, que estava quase no final.

Sobre sua estadia no Nacc, Rosilda conta que logo no início achou tudo estranho, pois pensava que também se tratava de um hospital. Aos poucos entendeu a proposta do Núcleo de Apoio e fez amizades com as outras crianças albergadas. “Era tudo de bom, fui melhor acolhida no Nacc do que na minha própria casa. Não tenho palavras para descrever a instituição na minha vida, as pessoas que trabalham lá e as amizades que fiz com os pacientes e acompanhantes”, ressalta.

Sempre que vem ao Recife para a consulta anual para verificar o controle da doença, Rosilda dorme no Nacc e no dia seguinte volta para casa. “O Nacc me acolhe até hoje, o amor das pessoas que trabalham lá é o mesmo”, afirma. Ela diz que tem o sonho de um dia ser voluntária do Nacc, e mesmo que isso não seja possível, quer colaborar com a entidade de alguma forma. “Mas meu grande sonho de vida é ser mãe, se não puder gerar, posso adotar”, destaca.

Ex paciente Rosilda

Páscoa NACC tem apoio voluntário de alunos da Cultura Inglesa

As crianças com câncer albergadas no Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (Nacc) receberam uma grande ajuda nesta Páscoa. Um grupo de jovens voluntários da Cultura Inglesa de Casa Forte e do Espinheiro no Recife e nas cidade de Caruaru e Petrolina arrecadou mais de R$ 20 mil ao vender chocolates da Faultless para ajudar a Instituição. Deste total, 35% será doado ao NACC. Todos os participantes receberão o Diploma dos Voluntários Mirins. E no dia 5 de abril, no Auditório da Cultura Inglesa de Casa Forte, os dez campeões de venda serão homenageados em uma cerimônia comandada por Roberto e Teresa Gueiros, que contará ainda com as presenças do Cônsul Britânico no Recife, Graham Tidey, e da Diretora-presidente do NACC, Arli Pedrosa. O Diploma terá a assinatura de John Doddrell, ex-Cônsul Geral da Grã-Bretanha e atual Presidente da Happy Child na Inglaterra.

páscoa

Histórias de vidas vividas – Juscelino Júnior, 20 anos, ex-paciente do NACC

Durante o tempo em que esteve albergado no Nacc para o tratamento de Leucemia, feito no IMIP, Juscelino Júnior, morador de Lajedo, no Agreste de Pernambuco, hoje com 20 anos, se impressionava e observava muito o trabalho dos voluntários, que dedicavam o tempo livre para amenizar o sofrimento dos pacientes, seja através de brincadeiras, contação de histórias ou apresentações musicais. “Ao vê-los em ação, foi despertando em mim, o desejo de um dia fazer igual. Mesmo passando por um momento difícil, eu sabia que ia ficar curado, pois sempre pensava positivamente”, relembra Juscelino.

No entanto, um detalhe chamava a sua atenção: ele não via entre os voluntários, alguém dizer que já foi curado do câncer. “Eu queria fazer diferente, dizer que passei pela doença e me curei, pois os pacientes sentem falta disso. É muito bom eles conhecerem um testemunho vivo, que sirva de exemplo”, alega.

Curado da leucemia por volta dos 11 anos, Júnior voltou para a sua cidade e seguiu a vida normalmente, mas nunca se esqueceu do sonho de um dia ser voluntário. O desejo foi realizado aos 18 anos, conseguiu fundar em Lajedo o grupo de voluntários Doutores do Amor, do qual é presidente. Com o apoio de vários parceiros do município, o grupo, atualmente com cinco integrantes, sendo apenas um do Recife e que também já teve câncer, uma vez por mês visita o Nacc ou o IMIP para alegrar os pacientes.

Juscelino se veste de palhaço. “Através da imagem do palhaço, a gente prega a palavra de Jesus”, diz, acrescentado que ao final de cada visita, ele dá o seu testemunho, além de distribuir brinquedos, junto com algum objeto que tenha utilidade para as mães no dia a dia. “Pode ser uma sacola com uma revistinha, por exemplo. Olhamos também pelo lado da sustentabilidade, pois não levamos nada descartável”, destaca.

Quando pensa na fase difícil que passou na infância, Juscelino diz que adquiriu uma experiência e se tornou um homem mais maduro para encarar a vida. “O momento foi ruim sim, mas hoje tiro uma lição, vejo que tudo que passei me ajudou muito a ser quem sou eu”, enfatiza.

E sobre o Nacc, ele define como sendo a sua segunda casa. “Cada um que faz parte da instituição, como os que já não estão mais lá, tenho como pessoas da minha família. Todos, do motorista aos diretores. Sempre acompanho as novidades do Nacc, no facebook, como as doações e os estandes itinerantes, e me alegro muito. Quem não se alegra ao ver a sua casa em ordem?”, ressalta Juscelino.

Juscelino também é o modelo da campanha institucional de 2016, que comemora os 30 anos do NACC.

Juscelino

Dedicação de voluntários traz Congresso da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer de volta para Pernambuco após 35 anos

O trabalho realizado pelos voluntários da Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer-PE no Hospital de Câncer de Pernambuco em prol dos pacientes oncológicos contribuiu para Pernambuco sediar, após um intervalo de 35 anos, o 11º Congresso da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer.

O evento conta com apoio do Nacc e acontecerá ente os dias 16 e 18 de novembro, no Centro de Convenções de Pernambuco. O público, estimado em 2,5 mil pessoas, reunirá médicos, especialistas e voluntários que lidam no dia a dia com os portadores de doenças cancerígenas. As inscrições já estão abertas através do site www.11congressocombateaocancer.com.br.

“A principal missão do Congresso é tratar da parte informativa de combate ao câncer, com o objetivo de debater pesquisas, resultados, tratamentos inovadores e prestação de serviços, além de ajudar a disseminar a importância de cuidar e tratar bem os pacientes acometidos pela doença”, informa Maria da Paz Azevêdo Silva, presidente do 11º Congresso e da Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer-PE.

NACC 30 Anos – Zenaide Batista, 62 anos, funcionária do NACC desde 2000

Quem frequenta o NACC já deve ter experimentado um dos pratos feitos por ela ou recebido pelo menos um cumprimentado da cozinheira Zenaide Batista Chagas, mais conhecida como “Veinha”. Com um alto-astral que contagia a todos, inclusive visto pelos mais próximos como uma de suas grandes virtudes, a funcionária de 62 anos, sendo 16 deles dedicados ao NACC, tem uma história na instituição marcada por muitas conquistas.

A Limoeirense de nascimento, mas Camaragibense de coração ingressou no NACC no ano de 2000 para tirar as férias de uma auxiliar de cozinha, mas graças a sua dedicação foi indicada para assumir o cargo de cozinheira e é onde permanece até os dias atuais.
Casada, mãe de um casal de filhos e avó de duas netas, Zenaide afirma que o NACC é a instituição que ela pretende ficar até se aposentar. “Foi no NACC que me tornei mais humana e passei a valorizar ainda mais a vida. Não tenho do que reclamar. Amo o meu trabalho e a instituição. Pretendo sair daqui apenas quando eu me aposentar”, declarou em tom de alegria.

Zenaide

NACC 30 Anos – Também faço parte desta história: voluntária Elsa Rodrigues

Voluntária Elsa Rodrigues Mulatinho

Aposentada, viúva, mãe de três filhos e avó de cinco netos, Elsa, como é conhecida por todos do Núcleo, começou sua trajetória como voluntária do Nacc no mês de agosto de 2010, meses após o falecimento do seu marido. “Eu sempre tive vontade de ser voluntária, mas não tinha tempo para me dedicar ao trabalho voluntário, pois cuidava do meu esposo. Após o falecimento dele, fiquei com o tempo livre e quando surgiu a oportunidade, não hesitei em ajudar as crianças do Nacc”, pontuou.

No início, Elsa trabalhava no setor de costura, onde fazia bordados diversos, atividade que aprendeu na infância. Mas depois passou a ser umas das responsáveis pela captação de cupons fiscais para o Todos com a Nota. “Hoje, participo de todas as fases do Programa, desde a inscrição, captação e contagem dos cupons”, afirmou.

Desde que entrou no Nacc, a voluntária de 68 anos conta que muita coisa em sua vida mudou para melhor. Segundo ela, o crescimento pessoal que o trabalho voluntário proporciona é incrível. “Eu sou, com certeza, uma pessoa melhor, mais humana”, ressaltou.

Para ser voluntário do Nacc é necessário frequentar a instituição pelo menos duas vezes por semana, mas Elsa faz questão de estar presente de segunda a sexta-feira. “Gosto de vir ao Núcleo todos os dias, inclusive costumo chegar cedo e só sair no final da tarde. O Nacc é a minha segunda casa”, declarou.

Idosa

Histórias de Vidas Vividas – Danielle Alves, 29 anos, ex-paciente do NACC

Para a estudante de Fisioterapia, Danielle Alves, de 29 anos, moradora de Campina Grande, na Paraíba, falar da época em que esteve albergada no Nacc, durante o tratamento de câncer no Recife, não representa problema nenhum, pois tudo ficou no passado. “Trago boas lembranças dos dois anos (1998 a 2000) em que o Nacc foi minha casa. Por conta do apoio que tive tanto no Hospital Osvaldo Cruz, quanto na instituição, não cheguei a sofrer tanto e nem a ficar deprimida”, conta.

Danielle lembra que até brincava falando para a mãe que estava num pesadelo e ia acordar a qualquer momento. Não chorou pela queda dos cabelos e até chegou a cortar os fios restantes. O mais triste para era ficar longe da sua cidade e da família. “Percebia uma união muito forte vinda de todos que fazem o Nacc, desde os funcionários, voluntários e diretoria, e esses sentimentos aliviavam a tristeza. Eu pensava que se me ajudasse ia ficar curada. Desistir não passava pela minha cabeça”, salienta.

Durante o tratamento, a garota teve algumas complicações e chegou a ficar desenganada pelos médicos. “Quando isso aconteceu, todos que estavam no Nacc se reuniram e fizeram orações pela minha cura, sou muito grata a isso. Esse carinho foi demais”.

A passagem de Danielle pelo Nacc foi tão marcante em sua vida que foi até responsável pela definição de sua carreira profissional. O interesse de fazer o curso de fisioterapia surgiu ao ver a forma como a fisioterapeuta do Nacc à época, Mônica Lobo, cuidava dos pacientes. A menina sonhava até então em ser médica. “Tive problemas no joelho e fui atendida por ela. Via o lado humano como cuidava das pessoas, isso me deixou encantada. Se você não for humano nessa profissão, não vai para frente, pois o contato é corpo a corpo”, destaca.

A futura fisioterapeuta diz que nunca perdeu o contato com o Nacc. Sempre que vem ao Recife, dá um jeitinho de visitar a instituição. A mais recente visita foi no ano passado, no McDia Feliz. “Pelo Nacc eu faço o que for preciso para ajudar. A dedicação da equipe é muito forte. Infelizmente não minha cidade não tem uma instituição igual. Quem sabe um dia não terá um Nacc aqui em Campina Grande?”, falou Danielle Alves.

20150425_210354

NACC 30 Anos – Jéssica Natally, 24 anos, funcionária do NACC desde 2010

“Se eu tivesse que definir o Nacc em apenas uma palavra. Acredito que ‘Solidariedade’ seria a palavra mais condizente”. Essa foi a frase pronunciada por Jéssica Natally Oliveira Silva, auxiliar administrativa do Nacc há mais de três anos.
A Olindense de apenas 24 anos, ingressou na instituição como estagiária no mês de novembro de 2010. Graças a sua desenvoltura, após o fim do contrato de estágio foi convidada para dar suporte ao setor financeiro, local onde trabalha atualmente.
“O Nacc é uma instituição que tenho muita consideração. Foi onde consegui realizar grandes sonhos, como a graduação em Processos Gerenciais, no ano de 2013. Eu entrei sem experiência, mas fui recebida de braços abertos. O Nacc realmente abriu as portas pra mim. Toda a experiência que tenho hoje, eu devo ao Nacc. Pretendo ficar na instituição por muito tempo”, finalizou.

Jessica

Nacc lança Campanha de Páscoa

Ancorada no mote Páscoa Nacc: chocolate rima com solidariedade, o Núcleo de Apoio à Criança om Câncer lançou a sua Campanha de Páscoa. Assinada pela agência Kalulu Comunicação, a mais nova parceira da instituição, o plano de mídia da campanha conta webbanners, cartazes, além de peças para redes sociais.

Neste ano, a campanha que tem como objetivo proporcionar uma Páscoa especial às crianças albergadas no Nacc, contará pelo décimo ano consecutivo com o apoio da Faultless Chocolates Finos, que reverterá para o Núcleo parte da renda obtida com a venda dos chocolates. As guloseimas já estão à venda na sede da instituição (Rua do Futuro, 855, Aflitos) e nos estandes internos localizados nas empresas. Além disso, dos dias 10 a 24 de março, o Nacc estará com um estande exclusivo para vendas dos chocolates, no Shopping ETC, no horário de funcionamento do centro de compras.

Se você deseja abraçar a causa, também poderá efetuar os pedidos através do número (81.3267.9200) ou email (nacc@nacc.org.br). O Nacc também disponibiliza um portador para efetuar a entrega dos pedidos.

topo-face

Nacc participa da Campanha Troco Premiado

Até o mês de outubro, os pernambucanos que desejarem colaborar com os serviços do Nacc, instituição que há mais de três décadas oferece apoio psicossocial a crianças e adolescentes com câncer em tratamento no Recife, poderão fazer isso de um jeito ainda mais simples. Através do Troco Premiado, campanha promovida pelas Drogarias Big Ben e Icatu Seguros, com o apoio do Instituto Ronald McDonald, é possível ajudar a instituição a partir da doação de uma moeda de qualquer valor e ainda concorrer a prêmios de até 5.025 vezes o valor doado.

O Troco Premiado funciona da seguinte maneira: na hora de efetuar o pagamento dos produtos adquiridos em umas das Drogarias Big Ben no estado de Pernambuco, o cliente pode optar pela aquisição do Troco Premiado em substituição ao recebimento ao troco. Ao optar pela doação, o cliente recebe, em troca, um título de capitalização com um número da sorte para concorrer a prêmios. Metade do valor doado na Big Ben será destinada ao Instituto Ronald que, ao final do ciclo de projetos deste ano, repassará o montante ao Nacc, e a outra parte ficará com a Icatu Seguros. Podem ser doados até R$ 9,99. Mais informações: http://www.meutrocopremiado.com.br/big/

Card

Marília Mendonça lança CD “Música Infantil” em prol do NACC

A cantora Marília Mendonça lançou o CD “Música Infantil”, onde parte da renda obtida com as vendas será destinada ao Núcleo de Apoio à Criança com Câncer, o NACC. Marília conheceu o NACC em 2012, graças a um projeto voluntário realizado pela escola onde estudava. E em novembro de 2014, se tornou parceira do NACC, através de projetos e ações voluntárias.

Ao todo serão disponibilizadas 2.000 (duas mil) cópias e neste primeiro momento estarão disponíveis para venda nos seguintes locais:
– Sorveteria Frutos do Brasil (Marco Zero);
– Restaurante Encanto Nordestino (Casa Amarela);
– Loja de conveniência On Time (Aflitos);
– Livraria Jaqueira;
– Banca de Revistas Yale (Av Santos Dumont, esquina com a Rua Telles Júnior)
– Espaço Infantil Pequenos Moleques (Shoppings RioMar e Recife)
– Maria Festeira (Av. Bernardo Vieira de Melo 2418 – Piedade)
– Organização Duarte Contábil (Rua Antonio Martins, 78 – 1º Andar, Centro, Cabo de Santo Agostinho)
– Sede do NACC, estandes itinerantes e loja virtual do NACC (www.lojadonacc.com.br).

MariliaMendonca